Wonderland Avenue

Feel free do walk in this boulevard of broken dreams

Finito March 30, 2007

Filed under: fait-divers — Aninha @ 6:47 pm

E pronto. Isto chegou ao fim. Estava-se mesmo a ver não era? Era… Então vá, cara alegre e siga a marinha (foi a expressão mais feia de que me consegui lembrar assim muito de repente…).

Merda. Merda para esta gente que me andou aqui a fazer perder tempo. Merda, merda e mais merda.

Advertisements
 

Nota de rodapé March 27, 2007

Filed under: fait-divers — Aninha @ 10:30 pm

A imagem do post anterior não é fruto das habituais pesquisas em banco de imagens e sites de ilustração. Tropecei nela aqui, e não resisti a trazê-la para cá, tão bem que caracterizava o meu dia.

Porque esta coisinha de usar fotos que outros procuram também não é bonita de se fazer, quando não é correctamente explicada, aqui está a justificação – desculpa o atraso, Bad.

 

Hoje Estou assim

Filed under: pics — Aninha @ 10:48 am

001b.jpg

 

Mais Do Mesmo

Filed under: fait-divers — Aninha @ 10:37 am

Ah! E ainda não disse o melhor: se já é mau ir para o olho da rua, péssimo-péssimo é ir para o olho da rua DOENTE. Pois. Aqui a je está com febre desde domingo, tem a metade direita da garganta toda inflamada, e um terçolho na vista direita. Donde se depreende que estou mais produtiva que nunca, cheia de vontade de me levantar de manhã, e com mais gosto ainda de passar o dia em frente a um computador. Mas não vou enervar-me, não! Afinal é só a QUARTA vez que estou doente este ano. O que é isso quando 2007 ainda está no terceiro mês?!

 

Contagem decrescente

Filed under: thougths — Aninha @ 10:31 am

Faltam mais ou menos cinco dias úteis para me pôr a andar daqui para fora. Como seria de esperar, começam a passar-me pela cabeça ideias assaz agressivas (assaz – ora aí está palavra que sempre sonhei utilizar), tipo mandar esta secretária janela abaixo, pontapear o computador, pôr bombinhas de mau cheiro nas malas das accounts, escrever palavras de ordem nos espelhos da casa-de-banho (o inevitável “Vão-se foder” seria uma delas, claro), enfim, qualquer coisa violenta e marcante que alterasse esta pseudo-paz de paredes branco-cal. Obviamente não vou tomar nenhuma destas atitudes. Dia-sim-dia-sim, até ao adeus final, vou para casa qual Calimero abandonado no meio do mato sem rebuçados, semicerro os olhos ao volante para não chorar, chamos nomes feios a todos (e todos são mesmo todos) os condutores à minha volta, rogo pragas fraquinhas a pessoas de aspecto feliz, e entro na garagem transformada em Maga Patalógica, de corvo por cima do ombro… É. Os seres frustrados são mais ou menos assim.

 

Os Cavalos Também Se Abatem March 23, 2007

Filed under: pics — Aninha @ 12:28 pm

mac.jpg

 

Depressão Pós-Chuto-No-Cú

Filed under: fait-divers — Aninha @ 10:39 am

Segundo estatísticas inventadas por mim há cerca de oito segundos, quando voltar a ficar desempregada, passe o pleonasmo, é bem provável que:

a) a minha dependência de postar aumente 69%

b) me dê um ataque de esquizofrenia e apague todos os meus blogs

c) o meu portátil acabe por explodir ao sétimo dia de uso intensivo

d) invente mais três ou quatro blogs para fingir que tenho imensas coisas para dizer

e) me inscreva num workshop de Kamasutra e abandone de uma vez o mundo virtual

f) nada disto aconteça – a minha vida anda tão banal, tão banal, que qualquer semelhança entre a minha pessoa e um motorista mal-humorado da Carris poderá não ser mera coincidência. A ver vamos.